// VINHETA FINAL DE ANO 2017 | FELIZ NATAL E ANO NOVO!

// PLAYLIST DO MÊS | DEZEMBRO // FERNANDO WISSE

John Newman lança ótima segunda música - "Tiring Game" - do novo CD

John Newman, prestes a lançar seu segundo CD, intitulado "Revolve", lançou por esses dias a segunda música de trabalho do álbum. "Tiring Game" é uma parceria com o cantor Charlie Wilson.



Britânico agora renomado devido ao primeiro álbum, "Tribute", John vem demonstrando com o novo trabalho não só amadurecimento enquanto artista, desfrutando de certa liberdade nas novas faixas, como também parece se posicionar mais claramente sobre o tipo de som que faz e quer fazer. Depois do sucesso de "Blame", música do DJ Calvin Harris que interpretou (já até falei dela, inclusive), Newman não pareceu se vender ao pop mais genérico, mas muito pelo contrário, se fortaleceu enquanto artista pop sim (isso inegável), porém com suas próprias raízes e influências, características presentes durante todo seu primeiro CD (não é a toa que seu título é "Tribute").

Agora, mais confiante em si mesmo e flertando com a música eletrônica graças a amizade com Calvin, Newman acerta de novo ao trabalhar com o pop e elevá-lo a lugares mais orgânicos. Se "Tiring Game" perde por ter uma letra absolutamente repetitiva, ganha no aspecto da produção, caprichada. Charlie Wilson cantando durante sua participação especial que acompanha a faixa inteira soa tão vintage quanto gospel (brilhante junto aos vocais de apoio, aparentemente de um coral) e traz consigo um toque de originalidade que somente John, mesmo sempre na linha tênue do pop, poderia trazer.

Piano, instrumentos de sopro, violas, bateria são sempre presença marcada nas faixas escritas e interpretadas pelo John, mas aqui o instrumento que destaca-se por entre os sintetizadores, ao passo em que o artista e convidado mostram sintonia imensa durante toda a música é o piano.

John, infelizmente acompanhado novamente pela sua voz anasalada, aspecto que deveria ser melhor trabalho futuramente, faz de "Tiring Game" quase que a música pop perfeita: extremamente dançante, dessas que a gente tem vontade de se acabar na pista, cheia de sintetizadores e de instrumentos, com a letra mais chiclete possível ( Nosso amor é apenas um jogo cansativo/ Eu nunca desistirei, eu nunca desistirei ) e cheia de repetições, mas sempre com a pitada de soul, house music característica de sua, agora, carreira.

Pra você que quer um gostinho a mais do "Revolve":



Igualmente dançante e bem produzida, "Come and Get It" foi o primeiro passo (1º single) do (talentosíssimo) John Newman rumo ao álbum novo, que será lançado em 16 de Outubro. Vocês poderão ler minha resenha sobre o trabalho assim que for lançado.

Comentários